segunda-feira, 16 de novembro de 2015

METRÔ, LINHA 2 – UMA VISITA À ESTAÇÃO CARIOCA


Como já amplamente divulgado, a Estação CaRioca do metrô do Rio de Janeiro – pertencente à Linha 1 -  foi construída em dois níveis de modo a receber os trens da Linha 2, cujo trecho a partir da Estação Praça Onze em direção à Praça XV de Novembro não foi executado.

Visita à Estação Carioca - A segunda plataforma. Foto: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente, 13/11/2015

Visita à Estação Carioca - A segunda plataforma. Foto: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente, 13/11/2015.


O assunto foi apresentado neste blog pela reprodução de dois artigos de Miguel Gonzalez - ENTENDENDO A ESTAÇÃO CARIOCA – PARTE I (out.2012) e ENTENDENDO A ESTAÇÃO CARIOCA – PARTE 2 (jul.2013), autor também de um dos posts mais lidos no blog desde a sua criação até hoje: UM PROJETO REAL E VIÁVEL PARA O METRÔ DO RIO (jun.2012).

No último dia 13/11 representantes dos grupos formados na rede social ‘Facebook’ Metrô que o Rio Precisa, Aguardando Liberação do Tráfego à Frente, e do blog Metrô do Rio, de Miguel Gonzalez, realizaram uma visita à Estação Carioca e à plataforma da Linha 2.


Agradecemos aos responsáveis pela autorização para reproduzir os relatos e fotografias tiradas durante a visita, material esclarecedor e de interesse geral, considerando-se os problemas diários de mobilidade na cidade e na região Metropolitana do Rio de Janeiro.


Também devem ser conhecidos os textos AGUARDANDO LIBERAÇÃO DO TRÁFEGO À FRENTE - METRÔ RIO (mai.2015), Próxima Obra: Linha 2 (set.2015) e Entramos na Plataforma Fantasma, ambos do blog Metrô do Rio. O último, publicado no dia 15/11, detalha a visita autorizada à Estação Carioca e o histórico da Linha 2.


Boa leitura.


Urbe CaRioca

Visita à Estação Carioca - A segunda plataforma. Foto: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente, 13/11/2015.


Relato de Metro que o Rio Precisa

Estive hoje representando o grupo METRÔ QUE O RIO PRECISA na visita à Estação Carioca da Linha 2. Fui acompanhado do Luiz Henrique Barroso da página Aguardando Liberação do Tráfego à Frente - Metrô Rio e do Miguel Gonzalez que possui um blog Metrô do Rio onde faz um histórico do sistema. As fotos a seguir são de Luiz Barroso.

É possível observar a plataforma aonde chegariam os trens da Linha 2 na estação Carioca. O projeto de 1968 já estabelecia que o trecho Estácio-Catumbi-Praça Cruz Vermelha-Carioca-Praça XV e, posteriormente Niterói, seria de extrema importância. Porém tal trecho nunca foi concluído.

Mas, durante as obras da estação Carioca, de 1970 até 1981, a equipe do metrô deixou já preparada a plataforma onde seria a chegada dos trens da Linha 2,bem como as escadas para os passageiros se baldearem de uma linha a outra.

As fotos abaixo são inéditas.

A equipe de visita foi composta pelo pessoal da MetrôRio que nos acompanhou e pelos citados estudiosos do tema: Atilio Flegner - Metrô que o Rio Precisa/Clube de Engenharia/História das barcas RJ/PUC-RIO e UNIRIO; Luiz Henrique Barroso - Página Aguardando Liberação do Tráfego à Frente; e Miguel Gonzalez - Blog e Página "Metrô do Rio"

Atilio Flegner

Atílio Flegner (Metrô que o Rio Precisa), Luiz Henrique (Aguardando Liberação) e Miguel Gonzales (blog Metrô do Rio) - Visita à Estação Carioca - A segunda plataforma.
Foto: Aguardando Liberação do Tráfego à Frente, 13/11/2015.


Relato de Aguardando Liberação do Tráfego à Frente

Prezados seguidores,

Hoje foi um dia épico. Visitamos a plataforma da linha 2 concretada em baixo da Avenida Chile há mais de 30 anos.

Ao chegar lá é impossível não imaginar aquele local com trens circulando e “um mundo de pessoas” transitando.

A plataforma é imensa. Identificamos todas as escadas de entrada, saída e conexão com a linha 1 e espaços para elevadores. Existe “uma cidade” ali debaixo, muito além da plataforma propriamente. O lugar constitui uma verdadeira cidade subterrânea com grandes áreas de facilidades e para administração.

Para dar ideia da grandeza do espaço, um refeitório que visitamos tem o tamanho de uma quadra de futebol de salão. Pena que jamais tenha sido servida uma refeição ali.
Sobre a plataforma, os leitos da ‘metrovia’ estão perfeitos, mas sem trilhos instalados. O túnel se estende em direção à Praça XV por cerca de 100 metros. É possível que atravesse a Avenida Rio Branco.

A visita só nos fez ter certeza de que esse projeto é grandioso e importante para a mobilidade do Rio de Janeiro.

Não visitamos o rabicho do Estácio, mas, o engenheiro que nos recebeu nos informou que existem cerca de 200 metros de túnel escavados e também o vão para a entrada do TBM (Tunnel Boring Machine) seguir escavando até a Estação Catumbi.

Espero que gostem das fotos. Obrigado a todos.

Aguardando Liberação do Tráfego à Frente


Nenhum comentário:

Postar um comentário