segunda-feira, 5 de outubro de 2015

PÉS-DE-MOLEQUE DO RIO ANTIGO - PASSADO REVIVIDO, RIO A PRESERVAR





Ontem tivemos a oportunidade de assistir ao excelente filme que integra o Festival do Rio cujo título é autoexplicativo.






Internet
São Sebastião do Rio de Janeiro, a formação de uma cidade’ de Juliana  de Carvalho (Brasil, 2015) é um relato emocionante que resume a história do Rio de Janeiro narrada e mostrada através de imagens que mesclam gravuras muito antigas, pinturas, terras quase virgens com suas águas a céu aberto – o Rio que não existe mais revivido através da computação gráfica, das observações de viajantes, da palavra de historiadores e arquiteto. O quase documentário – sem a aridez que às vezes os caracterizam - atravessa o tempo entre fotografias e filmes até chegar aos dias atuais com vistas espetaculares de diversos bairros da cidade tomadas por “drones”, tudo embalado por uma trilha sonora adequada a cada época.




Também ontem Marconi Andrade - um dos membros do Grupo S.O.S. Patrimônio - fez um percurso pela cidade, porém a pé, para mais uma vez vislumbrar pés-de-moleque do Rio Antigo, o passado revivido e vivo, ainda disponível a olho nu, sem necessitar de efeitos especiais e drones, onde historiadores poderão fazer seus relatos apontando a história com um dedo, se houver a desejável preservação.
Depois de O PASSADO RESSURGE NO CAMINHO DO VLT, de Marcus Alves, PÉS-DE-MOLEQUE AGORA NA PRAÇA XV, RIO BRANCO x PRIMEIRO DE MARÇO - DOMINGOS NA URBE CARIOCA, e de RUA DA CONSTITUIÇÃO, PÉ-DE-MOLEQUE SOBRE PÉ-DE-MOLEQUE apresentamos um pequeno depoimento desse observador do Século XXI que compartilhou a (re) descoberta com o grupo que luta pela valorização e preservação do patrimônio cultural carioca e brasileiro. Abaixo, imagens do calçamento antigo prestes a desaparecer novamente.

Obs. : As três últimas fotografias são da Rua Sete de Setembro. Sugerimos assistir no modo 'tela cheia'.

Urbe CaRioca

 

Depoimento de Marconi Andrade

No domingo dia 04/10 fiz a pé o itinerário do VLT que vai da Praça XV a Praça da República. Fotografei algumas coisas interessantes. Na Rua Sete de Setembro vê-se claramente que a rua foi alargada, pois os alicerces das antigas construções estão bem alinhadas. Vi também o concreto sobre as ruas pavimentadas em pé-de-moleque.

É muito triste, mas também encontrei um grupo de arqueólogos trabalhando na Rua da Constituição.

O que mais me chamou a atenção foi ver como é extensa a antiga pavimentação em pé-de-moleque da Rua da Constituição.
_____________
NOTA: O jornal O Globo de hoje noticia que o poço artesiano e trecho do calçamento antigo encontrados durante as escavações na Avenida Rio Branco irão para um museu.


Foto: Marconi Andrade, 04/10/2015

2 comentários:

  1. Será que seremos capazes de nos mobilizar o suficiente para preservar esse presente para a memória da cidade???? Obrigada pelo constante apoio Andrea. Sheila

    ResponderExcluir
  2. Pelo menos um pedaço do calçamento em pé-de-moleque tem que ser preservado. É preciso resguardar um pouco do nosso Rio Antigo.

    ResponderExcluir