quarta-feira, 24 de abril de 2013

MARINA DA GLÓRIA: HOJE, ‘ROAD-SHOW’ NO IAB


REUNIÃO COM EBX-REX, PREFEITO, IPHAN NACIONAL,  VEREADORES do RIO, e MÍDIA
Às 18h, discussão sobre As Formigas enquanto O Elefante caminha a passos largos.
Imagem: Estadão



Como foi explicado semana passada no post MARINA DA GLÓRIA, NOVOS CAPÍTULOS o road-show da empresa que pretende construir Shopping e Centro de Convenções na parte do Parque do Flamengo onde funciona a Marina da Glória prosseguirá hoje, dia 24, às 18h, com a apresentação pela EBX-REX e pelo arquiteto autor do projeto na sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil-IAB, evento promovido pelo CAU/RJ e pelo IAB-RJ.


Repetimos à exaustão que a marina é um equipamento urbano público da Cidade do Rio de Janeiro, área non-edificandi onde são admitidas apenas as construções previstas no plano dos anos 1960, características que o tombamento protegeu: localização, volumetria e usos. E que não precisaria haver debate porque Os Mistérios não Interessam.

Nesse período também ficou claro que a proposta conta com o apoio da Prefeitura, do IPHAN Nacional (Brasília), de diversos vereadores, e até de alguns veículos de comunicação.



O QUE PENSA O ELEFANTE?
"IPHAN NACIONAL (Brasília), tudo certo, ufa! Vereadores me amam (quase todos).
Só falta o OK Prefeito do Rio. Fico um pouco preocupado porque sou um fora-da-lei.
Mas, dá-se um jeito. Marina da Glória, estou chegando"!

Imagem: Internet


Do outro lado estão a parcela da população que criou dois abaixo-assinados contra a construção e o desvirtuamento da função original da área; arquitetos e urbanistas; poucos vereadores; associações de velejadores; a Federação das Associações de Moradores; a jurista, professora e ex-vereadora Sonia Rabello que teve papel fundamental em 2006, época da primeira tentativa de usurpação do espaço, e recentemente, quando a EBX-REX devastou o bosque de piqueniques.


Em 04/04/2013 o Blog Verde informou que a prefeitura quer 8% do faturamento da Marina.


A Associação de Usuários da Marina-ASSUMA acusou a empresa de mentir na “audiência pública” realizada na Câmara de Vereadores.


O Blog do Colunista de George Vidor, por sua vez, fez relato sobre o Hotel Glória, a revitalização da vizinhança, e a transformação da Marina (Obs.: O Glória - que pertence ao grupo - e o futuro hotel na Avenida Rui Barbosa, também da EBX, por óbvio são o motivo pelo qual o concessionário quis a concessão: ampliar seus domínios com o terreno da Marina, no escopo de um plano maior).


No dia 20 último a economista Miriam Leitão afirmou que o empresário em pauta ‘tem uma forma discutível de fazer negócios’ e discorreu sobre a fragilizada situação econômico-financeira da empresa, amplamente informada no noticiário especializado.


Não obstante todos esses dados, não importa se a empresa “X” ou “Y”, e o arquiteto “I” ou “J” estarão presentes na mesa do IAB. Discute-se o uso do solo na Cidade do Rio de Janeiro e a tentativa de transformar uma área pública, na prática, em terreno particular, mesmo que os interessados afirmem o contrário sistematicamente.


Na Marina, Este Projeto é Impossível, é ilegal. As autoridades responsáveis sabem, e silenciam. Por isso vale recordar: não existe discricionariedade fora da lei e nenhum empresário poderá receber tal autorização. Nem X” nem “Y”. Nenhum arquiteto poderá ter seu projeto aprovado, por melhor e mais bonito que seja. Nem I” nem “J”.




T-REX, O PREDADOR DO PARQUE DO FLAMENGO.
Na imagem não aparecem seus assistentes PREFEITU-REX e IPHAN-REX.
Imagem: Infoescola


Nenhum comentário:

Postar um comentário